Be calm

” Se vc é uma mãe mais ou menos, uma esposa mais ou menos e uma dona de casa mais ou menos saiba que estará no caminho certo”.

Li aqui http://revistacrescer.globo.com/blogs/Blogueiros-convidados/noticia/2015/05/cuidados-com-o-corpo-e-com-alma-apos-gravidez.html

E adorei.

Anúncios

Seis meses atrás…

Há seis meses atrás, estava descobrindo o que é ser mãe. Descobri um super-poder que estava escondido. Quando cheguei com a bebéia em casa, instintivamente sabia o que fazer, quando fazer e como fazer. Recebi dicas de todos os lados que foram bem vindas, mas que nem todas, melhor quase nenhuma (sem ofensas!) segui. Explico porque: cada bebê é um bebê e assim as dicas podem funcionar ou não. O melhor é prestar atenção nele e seguir os instintos (mesmo aquele que diz: “pega o telefone e liga pro pediatra, mãe, tia…)

Voltando: estava cansada sim da cirurgia, das noites “nem dormidas”, da dieta pós parto ( eu queria comer tudo, saudades daquela Zero!) mas curtindo tudo. Recebi imensas ajudas do Designer e também me surpreendi com tamanha delicadeza que ele tinha ao fazer nossa bebéia arrotar e a paciência também.

Nas madrugadas eu levantava para dar de mamar e ele vinha para fazê-la arrotar. Esperava sentado no sofá aconchegando a mocinha em seu peito, durante meia hora. Eternas meia-hora para quem estava com sono. Enquanto isso, eu dormia um pouco, comia um pouco, ia no banheiro com calma, até ela reclamar de novo querendo mamar… Isso durou 2 meses.

Na hora do banho, não sei como conseguíamos. Agora olhando as fotos e vídeos, percebo o quanto era pequenininha, tão delicadinha… Mas demos todos os dias, no mesmo período, tentando construir uma rotina de descanso para ela e para nós. Isso durou 3 meses. E agora ela tem uma rotina (até falo baixinho pra não gorar…)

Na hora de brincar, como brincar? o que podíamos fazer? A solução foi dançar com ela no sling comigo e com o Designer umas valsinhas pós o banho. A tarde, cantávamos e batíamos palminhas. Aos poucos fomos apresentando os brinquedos que ela foi ganhando e ela cada vez mais gostando. Isso durou 4 meses. De repente, ela estava querendo sentar, aí a sentávamos. E agora ela brinca sentadinha, com seus brinquedos e qualquer coisa que está por perto. As músicas que cantávamos, hoje ao ouvir ela até gargalha.

6 meses atrás, minha filha ter 6 meses era um tempo tão longe…e chegou tão logo!! Vou tentar atualizar sempre (sempre que puder, he he he).

Ah! a 6 meses atrás não rolva sentar pra escrever…agora rola…

Coisa fofa #1 – Carimbo de bebê

 

Olha que gracinha! uma ótima ideia de lembrancinha de nascimento do bebê.  Quem faz é a Otete&Anyo no Japão. Os pais mandam uma imagem escaneada da palma da mão ou da plantinha do pé do bebezinho e a empresa a transforma em um carimbo de acrílico com nome e data do nascimento. Além disto, o mimo vem em uma estilosa embalagem de madeira com um rótulo já com a marca do pé/mão. Custa 8.800 ienes.

Vou chamar meu Designer pra ver isso…quem sabe ele não se inspira também, né?